Retalhos Amigos


LEMBRANÇAS A MEU PAI

Saudade dele, antiga e nova,
muita saudade, tão apertada,
que até parece nó na garganta.
 
Daquele homem, tão bem-amado,
tão acertado, tão desamparado,
que foi meu pai.
 
Meu pai vivido, hoje enterrado,
que me ensinou sonho e verdade,
que hoje dorme tão sem cuidado.
 
Contar prá ele, que me deixou,
cá, onde estou, tudo tem dado,
conforme, um dia, ele contou.
 
Há desenganos de toda sorte,
como previa, como pregava,
mas, ah! meu pai, eu não devia
de lhe contar...
 
Porém há coisas muito mais doces
que não me esqueço de lhe dizer.
Vivi momentos, que, nem em sonhos,
você consegue me acreditar.
 
Amei o amor que sempre quis,
honrei a terra que me embalou,
criei poesia, gerei meus frutos,
e, ah! meu pai, eu vi Paris!
 
Descanse, agora, saudoso pai,
não se agite com tais notícias,
durma e me aguarde, em paz,
que, a noite vindo, lhe direi mais.
 
Gente!! Que SAUDADE dele!!!!!!!! 


 Escrito por Dora às 21h39
[   ] [ envie esta mensagem ]




MUTAÇÃO

De tanto olhar o infinito,
sobrou-me este desassossego,
esta tal rebeldia
assoberbada e arredia.
Uma ação se concretiza
e a levo às alturas,
desato-lhe os laços
e a solto feito pipa
do mais leve material...
Ficou-me o azul da amplidão
e o desacato da ordem.
Transmigrei-me em anjo,
desvesti a rija matéria,
e adejei sobre os tristes,
os pesados e os dóceis.
Quis ser mais que sou,
me insurgindo, em tentativa,
contra a queda dos corpos
e a fraterna evidência
de que somos iguais.
Mas, do azul, retornei,
sangüínea,óssea ...
Reencarnada.
Dora Vilela


 Escrito por Dora às 22h25
[   ] [ envie esta mensagem ]




Batismo

Consagro-me ao ministério,

me dedico ao sacrifício,

me entrego ao ofício

de escavar as minas,

de sangrar as mãos,

de peneirar os detritos,

de estreitar os olhos,

na chama ofuscante,

na caça ao tesouro,

no fundo dos rios,

na tosca batéia,

na oculta prisão,

dos veios da terra.

Meu minério de ouro

talvez venha a lume,

impuro,encoberto.

E minha palavra ágil,

como mãe que descobre o fruto,

após parto doloroso,

fará sua lapidação,

e a esse minério-filho

dará nome, sustento e tino,

no ritual da filiação.

Dora Vilela



 Escrito por Dora às 19h43
[   ] [ envie esta mensagem ]


[ ver mensagens anteriores ]




 
Histórico
  02/01/2005 a 08/01/2005
  19/12/2004 a 24/12/2004
  12/12/2004 a 17/12/2004
  05/12/2004 a 10/12/2004
  28/11/2004 a 03/12/2004
  21/11/2004 a 26/11/2004
  14/11/2004 a 19/11/2004
  07/11/2004 a 12/11/2004
  31/10/2004 a 05/11/2004
  24/10/2004 a 29/10/2004
  17/10/2004 a 22/10/2004
  10/10/2004 a 15/10/2004
  03/10/2004 a 08/10/2004
  26/09/2004 a 01/10/2004
  19/09/2004 a 24/09/2004
  12/09/2004 a 17/09/2004
  05/09/2004 a 10/09/2004
  29/08/2004 a 03/09/2004
  22/08/2004 a 27/08/2004
  15/08/2004 a 20/08/2004
  08/08/2004 a 13/08/2004
  01/08/2004 a 06/08/2004
  25/07/2004 a 30/07/2004
  11/07/2004 a 16/07/2004
  27/06/2004 a 02/07/2004
  20/06/2004 a 25/06/2004
  13/06/2004 a 18/06/2004
  06/06/2004 a 11/06/2004


Outros sites
  Ariane
Votação
  Dê uma nota para meu blog



O que é isto?